Novo ministro do Meio Ambiente foi conselheiro de organização ruralista

O decreto que exonerou Ricardo Salles do comando do Meio Ambiente já nomeou como ministro o então secretário da Amazônia e Serviços Ambientais, Joaquim Álvaro Pereira Leite. Apoiado pelos ruralistas, assim como Salles, Leite foi conselheiro da Sociedade Rural Brasileira (SRB) por 23 anos.

Leite é conhecido no meio ruralista como um dos mais antigos integrantes da SRB, onde ocupou outros cargos de direção. Em 2020, a organização declarou apoio a Salles, quando foi divulgado o vídeo da reunião ministerial na qual o então ministro diz ao presidente Jair Bolsonaro que deveriam aproveitar o foco da imprensa voltado à pandemia e "passar a boiada".

A BBC Brasil também indica que a família do novo ministro, tradicionais cafeicultores em São Paulo, também pressionam para obter um pedaço da Terra Indígena Jaraguá, em São Paulo.  Documentos da Fundação Nacional do Índio (Funai), obtidos pelo site da BBC, indicam que a família teria tentado expulsar indígenas da região.

A demissão de Salles é cobrada há meses por ambientalistas, parlamentares e empresários. Ao anunciar sua saída, em coletiva nesta tarde no Palácio do Planalto, o agora ex-ministro disse que cumpriu no meu mandato uma agenda escolhida pelo Brasil nas eleições de 2018. O ex-ministro disse que a agenda ambiental do governo Bolsonaro acabou perseguida por seus opositores.

De acordo com estudo coordenado pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), desde o início do mandato do presidente Jair Bolsonaro, em 2019, ao menos 120 medidas adotadas pelo Ministério do Meio Ambiente podem ter gerado algum tipo de risco às políticas de proteção ambiental no Brasil.

> Ricardo Salles pede demissão do Ministério do Meio Ambiente

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

 

JUNTE-SE A NÓS

 

Continuar lendo