Marina Silva apoia servidores do Meio Ambiente e se aproxima de Ciro Gomes

A ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência da República nas últimas eleições Marina Silva usou suas redes sociais para apoiar as críticas públicas feitas pelos servidores do Ministério Ambiente contra o atual ministro, Ricardo Salles. Ela classificou a atitude de Salles de querer processar servidores como uma “aberração”, e falou em “falta de compromisso” do ministro com a agenda ambiental.

 

As críticas foram feitas nesta quinta, em repercussão à carta divulgada pelos servidores públicos do Meio Ambiente se posicionando contra o que chamaram de “destruição da gestão ambiental federal” que estaria sendo aplicada pelo ministro do governo Jair Bolsonaro. Ricardo Salles não comentou a carta dos servidores, mas rebateu Marina Silva em seu Twitter, mencionando denúncias contra os familiares da ex-ministra.

A fundadora da Rede Sustentabilidade tem sido ativa nas redes sociais comentando as ações do governo e do ministro Ricardo Salles. Na última semana, Marina criticou a política do governo para a Amazônia.

Na próxima terça-feira, dia 23, Marina Silva, estará no Congresso, ao lado do também ex-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT), para debater os 100 dias de governo Bolsonaro. O senadores Cid Gomes (PDT-CE) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também participarão.

>> Bolsonaro comemora 100 dias de governo e anuncia 13º do Bolsa Família

>> “Revogaço” e outros 17 decretos assinados na comemoração dos 100 dias de governo

Marina já esteve outras vezes no Parlamento neste início de ano. No começo de abril, por exemplo, participou do lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos dos Povos Indígenas e na Comissão de Constituição e Justiça do Senado acompanhando o debate sobre a proposta de acabar com a cota de 30% de candidatas mulheres por partido nas eleições. Nas eleições anteriores, a ambientalista ficou conhecida pela postura discreta, de poucas aparições públicas depois dos pleitos.

A ida da ex-ministra ao Congresso na próxima semana coincide com a maior mobilização dos povos indígenas brasileiros, o Acampamento Terra Livre, que vai ocorrer entre os dias 24 e 26 de abril.

 

>> Ricardo Salles indica coronel da PM Ambiental de São Paulo para comandar o ICMBio

>> Decreto muda sistema de conversão de multas do Ibama e cria conciliação

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!