Entidades empresarias assinam manifesto para desburocratização ambiental

Um grupo de entidades empresariais divulgou uma espécie de manifesto defendendo a desburocratização na área ambiental. “No meio ambiente, a burocracia também devasta”, diz o título do texto publicado na terça-feira (26) como anúncio no jornal Folha de S.Paulo.

Veja a reação dos deputados federais alvos da operação da PF contra fake news

“As ações do Ministério do Meio Ambiente, na defesa da legislação e dos interesses ambientais com sensibilidade ao desenvolvimento do País de forma sustentável e legítima, contam com o nosso total apoio”, diz o texto.

Embora não cite nominalmente o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o texto vai na mesma direção da fala proferida por Salles na reunião ministerial de 22 de abril. Na ocasião, ele sugeriu ao presidente Jair Bolsonaro e aos demais ministros aproveitar o momento da pandemia, em que a imprensa “só fala de covid-19”, para “passar a boiada” de normativas infralegais.

O ministro classificou o momento de pandemia como uma “oportunidade” para fazer desregulamentações que seriam alvos de críticas da imprensa em momentos normais. Pelas falas, Salles foi criticado por uma série de organizações ambientais, que afirmaram que faltou sensibilidade em um momento em que o país acumula mais de 24 mil mortes pelo novo coronavírus.

As entidades empresariais dizem ter compromisso com a preservação ambiental e o desenvolvimento sustentável, mas ponderam que também defendem a desburocratização. “Condenamos, também, a agenda burocrática que utiliza a bandeira ambiental como instrumento para o travamento ideológico e irrazoável de atividades econômicas cumpridoras das leis e essenciais ao desenvolvimento do País. Tal agenda afasta investimentos e subtrai empregos, gerando pobreza em vez de respeito ao meio ambiente.”

Entre as entidades que assinam estão a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Confederação Nacional da Indústria (CNI), Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Sindicatos das Indústrias de Construção Civil de estados e outras.

Fonte: Reprodução

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!