Ao vivo: STF ouve especialistas para analisar gestão do Fundo Amazônia

A audiência pública realizada a pedido da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF) com o objetivo de reunir informações sobre omissões por parte do governo em relação ao encaminhamento de recursos do Fundo Amazônia, terá prosseguimento nesta segunda-feira (26), último dia do debate.

>Salles e Araújo são os piores ministros na avaliação de líderes do Congresso

A ministra é relatora de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade por omissão movida pelos partidos de oposição ao governo: PT, Psol, PSB e Rede.

Esta é uma das três ações movidas pelas legendas  contra medidas tomadas pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, na gestão da pasta.

Neste último dia, serão ouvidos 14 expositores, entre eles, o Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES), o Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe); o Instituto de Pesquisas Ambientais da Amazônia (Ipam), além de outros nomes e entidades como, o pesquisador Ricardo Galvão, a Funai e o Observatório do Clima.

Acompanhe a audiência ao vivo:

Durante a sexta-feira (23), primeiro dia da audiência, foram ouvidos diversos expositores, entre eles, diferentes secretarias de meio ambiente de estados da região Amazônica, além de um representante do Ministério da Defesa e o ministro Ricardo Salles.

Em sua exposição, Salles defendeu que ao assumir a pasta e a gestão dos recursos do Fundo Amazônia encontrou um pano de fundo marcado pelo aumento do desmatamento da Amazônia, órgãos ambientais com 50% de déficit de pessoal, além de problemas orçamentários. "Não houve desmonte ambiental, nós herdamos o desmonte ambiental de outras gestões", afirmou.

>Câmara terá de driblar obstrução para retomar votações

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!