Soltura de Daniel Silveira e novo auxílio emergencial dominam as atenções

O Congresso vive nesta quinta-feira (18) um dia cercado de duas grandes expectativas: a decisão sobre a soltura do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), na Câmara, e o avanço das discussões sobre a volta do auxílio emergencial, no Senado. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), vai se reunir com líderes partidários às 10h e o principal assunto em pauta será a retomada do pagamento, por parte do governo federal, de uma ajuda a pessoas de baixa renda durante quatro meses.

Está sob a análise dos senadores a PEC Emergencial, que traz cortes de gastos na máquina pública, como redução em até 25% dos salários de servidores e o fim de um piso de investimentos para saúde e educação. "Vamos apresentar a proposta do governo e, sob a liderança do presidente Rodrigo Pacheco, acredito ser possível construir um entendimento para votarmos a PEC Emergencial na próxima semana", disse ao Congresso em Foco Premium o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

Os deputados tendem a derrubar a prisão de Daniel Silveira. A Mesa Diretora da Câmara determinou nessa quarta-feira (17) a imediata reativação do Conselho de Ética e representou contra o parlamentar fluminense junto ao conselho. Também foi marcada reunião de líderes para esta quinta-feira, às 14 horas, para tratar da apreciação da medida cautelar do Supremo Tribunal Federal (STF). Ainda não está confirmado se haverá votação de proposições na Casa. Um dos principais itens à espera de análise é a medida provisória que facilita a compra de vacinas.

>Deputados articulam soltura de Daniel Silveira

>PGR defende que Daniel Silveira use tornozeleira eletrônica

Continuar lendo