Sindicato pede que Planalto retire indicação de assessor de Pacheco à ANTT

O Sinagências, sindicato que representa os servidores das agências de regulação, enviou um ofício ao Planalto pedindo que o governo retire a indicação de Arnaldo Silva Júnior para a diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Arnaldo assessorou, até o fim do ano passado, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato do governo à presidência do Senado. Pacheco, por sua vez, é empresário de transporte rodoviário - setor regulado justamente pela ANTT.

No ofício assinado por Cleber Ferreira, presidente do sindicato, o Sinagências diz não ser contrário a indicações externas ao seu corpo funcional ou técnico, mas destaca que o caso não atende aos critérios legais necessários.

Além da relação com Pacheco, Arnaldo já foi deputado estadual em Minas Gerais entre 2015 e 2019 e preside o diretório municipal do DEM - partido de Pacheco - em Uberlândia (MG).

No ofício, o Sinagências diz esperar, com o pedido, “contribuir para um ambiente regulatório equilibrado, de amplo reconhecimento perante o mercado e a sociedade e com isso contribuir para atração de investimentos, geração de empregos e riqueza”.

Veja a íntegra do ofício

Procurada, a assessoria do senador Rodrigo Pacheco afirmou que ele não vai comentar o assunto.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!