Senador encontrado com dinheiro na cueca assina pedido da CPI da Covid

O senador e ex-vice-líder do governo, Chico Rodrigues (DEM-RR), é mais um dos parlamentares favoráveis à CPI da Covid. O congressista foi flagrado no ano passado com cerca de R$ 30 mil escondidos na cueca durante uma busca e apreensão feita pela Polícia Federal no âmbito da Operação Desvid-19, que apurou desvios de recursos públicos destinados ao combate à pandemia em Roraima.

O senador retomou suas funções em fevereiro deste ano após 121 dias de afastamento e nega as acusações. Ao voltar ao Congresso, Chico Rodrigues declarou que "nenhum centavo das emendas foi utilizado" e que reassumia seu cargo "com a consciência tranquila".

Além de Chico, o paranaense Flávio Arns (Podemos-PR) também é signatário do pedido de abertura da comissão. Pelas redes sociais, o líder da oposição e autor do requerimento da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que agora já são 34 senadores que apoiam a instalação da comissão.

"Em um dos piores momentos da pandemia, cumprimento os senadores por se juntarem à nossa luta em defesa da vida do povo brasileiro", disse.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), disse que vai cumprir a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de instalar a CPI da Covid nesta semana. Pacheco sempre resistiu ao pedido de investigação das ações do governo no enfrentamento da pandemia. O Planalto também é contra, com receio do desgaste político e de possíveis denúncias contra o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) revelou neste domingo (11) uma conversa que teve com o presidente a respeito da CPI da Covid. Em um diálogo de cerca de seis minutos, Bolsonaro reclamou que o escopo da comissão será apenas de investigação contra o governo federal e cobrou que governadores e prefeitos sejam chamados para prestar satisfações.

Com o apoio do Palácio do Planalto, senadores governistas também conseguiram coletar assinaturas para a criação de uma CPI da Covid mais ampla. Neste pedido, que conta com apoio de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), além da atuação do governo federal, a investigação pretende abranger estados e municípios.

> Bolsonaro sugere impeachment de ministros e tenta se blindar da CPI da Covid

Continuar lendo