Senado vai ter semana de esforço concentrado para votar autoridades

Em reunião do colégio de líderes, senadores decidiram realizar sessões presenciais no fim do mês de setembro para votar indicações de autoridades pendentes desde o início da pandemia. A semana de esforço concentrado ocorrerá de 21 a 25 de setembro, com sabatinas e votações dos nomes indicados pelo presidente da República.

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou que a Comissão de Relações Exteriores (CRE) irá analisar as indicações de 33 embaixadores, enquanto a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai analisar três indicações ao Superior Tribunal Militar (STM). Após deliberadas nas comissões, as indicações serão analisadas em Plenário, também de modo presencial, nos dias 22 a 25 de setembro.

Davi pontuou que as sabatinas nas comissões e as votações em Plenário representam um esforço concentrado da Casa para minimizar os impactos da pandemia no andamento da atividade legislativa.

A exigência constitucional é que essa modalidade de votação seja feita de forma secreta, o que não seria possível com o atual sistema de votação a distância. Inicialmente, Davi havia estipulado que a votação ocorreria no fim de agosto, o que não aconteceu em função dos números da pandemia em Brasília.

Governo marca horário de entrega da PEC que muda estabilidade de servidores

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!