Senado aprova suspensão do Fies para adimplentes durante pandemia de covid-19

Os senadores aprovaram nesta quarta-feira (1º) a suspensão das cobrança das parcelas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) a estudantes e recém-formados que estavam com o pagamento em dia antes da vigência do estado de calamidade pública decorrente do covid-19.

Senado articula suspensão do pagamento do Fies por até quatro meses

A medida consta de projeto que modifica o auxílio emergencial de R$ 600. Os senadores resolveram fazer alterações no texto mesmo sem a sanção presidencial. A suspensão de pagamento do Fies foi incluída no texto pelo relator, senador Espiridião Amin (PP-SC) por sugestão do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

A matéria seguirá para análise da Câmara dos Deputados.

Suspensão dos pagamentos

Serão suspensas duas parcelas para aqueles que estão na fase de utilização ou carência e quatro parcelas para aqueles que estão no período de amortização. “Não se trata de perdão de dívida, mas de suspensão”, explicou o senador Alessandro Vieira.

Os valores devidos serão cobrados posteriormente, conforme regulamentação a ser feita pelo Ministério da Educação (MEC).

> Ao vivo: Senado aprova mudanças no auxílio de R$ 600 e inclui categorias

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!