Senado aprova MPs que destinam R$ 15,5 bilhões para combate à covid-19

Por meio de duas medidas provisórias, o Senado aprovou a destinação de R$ 15,5 bilhões para ações de combate à covid-19. Deste total, R$ 10 bilhões estão previstos na MP 969/2020, que destina os recursos para o Fundo Nacional de Saúde (FNS), responsável pelo repasse a estados, Distrito Federal e municípios. A medida visa garantir o financiamento das ações de saúde necessárias ao enfrentamento da pandemia em um contexto de queda de receitas públicas e expansão da demanda por serviços de saúde.

Aprovado pelo Senado, cadastro nacional de estupradores vai à sanção

Os demais recursos – R$ 5,5 bilhões – constam da MP 967/2020 e serão direcionados ao Ministério da Saúde. Deste valor, R$ 713,2 milhões serão alocados na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O restante, R$ 4,8 bilhões, será distribuído ao Fundo Nacional de Saúde que, por sua vez, vai redistribuir aos fundos de saúde dos entes federativos para aplicação no custeio de medidas de preparação e enfrentamento da pandemia.

Para liberar o crédito extraordinário, Jair Bolsonaro cancelou R$ 231,1 milhões em repasses a órgãos dos Poderes Executivo e Legislativo.

Os Ministérios da Agricultura, da Saúde e do Desenvolvimento Regional deixam de receber R$ 81,1 milhões, que seriam aplicados nas áreas de agropecuária sustentável, melhorias sanitárias e segurança hídrica. A MP 967 também corta R$ 150 milhões da Câmara dos Deputados, que seriam investidos em divulgação institucional, construção de um centro de tecnologia e reforma de imóveis funcionais.

Como foram aprovadas pela Câmara e pelo Senado sem alterações, as duas matérias seguem para promulgação e não passam pela sanção presidencial. Medidas provisórias são normas com força de lei editadas pelo presidente da República em casos de relevância e urgência. Com vigência imediata a partir da publicação no Diário Oficial da União (DOU), elas precisam ser referendadas pelo Congresso em até quatro meses para serem definitivamente convertidas em lei.

Em último dia na presidência do STF, Toffoli recebe críticas e homenagem

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!