Romário troca Podemos por PL, de Valdemar Costa Neto

O senador Romário anunciou por meio de suas redes sociais que se filiou ao PL, presidido por Valdemar Costa Neto, que estava formalmente afastado do comando da legenda. O ex-deputado condenado no esquema do Mensalão voltou à gestão do PL no início de março.

"Assinei hoje minha filiação ao Partido Liberal (PL). Agradeço publicamente a todos os membros da legenda que me receberam de braços abertos", disse Romário.

O ex-jogador estava no Podemos desde 2017 e em março anunciou que deixaria o partido. Na época, afirmou que sairia sem desentendimentos, mas que buscava suporte para uma atuação de acordo com os seus anseios políticos.

Na eleição de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para a presidência da casa no início do ano, Romário foi o indicado para ocupar a segunda vice-presidência do Senado. Também pela legenda, presidiu duas comissões, a de Educação e de Assuntos Sociais.

Com a saída de Romário, o Podemos passa a ter oito senadores. Já o PL conta com quatro. O partido tem se aproximado de Jair Bolsonaro. No início do mês, o presidente  nomeou a deputada Flávia Arruda (PL-DF) para a prestigiada pasta da Secretaria do Governo. O ministério é responsável pela intermediação entre Planalto e Congresso, isso inclui a negociação de liberação de verbas parlamentares e indicações políticas para cargos no governo.

> Bolsonaro reforça aliança com Valdemar Costa Neto, condenado no mensalão

Continuar lendo