Presidente da CAE assume relatoria da indicação de Jorge Oliveira ao TCU

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), disse ao Congresso em Foco que escolheu a si mesmo como relator da indicação de Jorge Oliveira para uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU).

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

A sessão da CAE para analisar a indicação do Poder Executivo está marcada para o próximo dia 20. Regimentalmente é possível o presidente da comissão avocar para si a relatoria. Durante a sessão o colegiado terá que ser conduzido por outro membro da direção. O vice-presidente da CAE é o senador Plínio Valério (PSDB-AM).

Jorge Oliveira é ministro da Secretaria-Geral da Presidência e foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para uma vaga no TCU que será aberta em dezembro com a aposentadoria de José Múcio Monteiro.

Perfil

Jorge Oliveira é policial militar da reserva e advogado, formado pelo Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB). Segundo currículo disponível no site do Planalto, ele é especialista em direito público pelo Instituto Processus. Também foi assessor jurídico e chefe de gabinete do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Em janeiro de 2019, assumiu a subchefia de Assuntos Jurídicos (SAJ) da Casa Civil da Presidência da República, tendo sido nomeado ministro-chefe da Secretaria Geral em junho do ano passado, substituindo o general de divisão Floriano Peixoto Vieira Neto, que deixou o cargo para assumir a presidência dos Correios.

Jorge possui relação familiar com o presidente, dado que seu pai, o militar Jorge Francisco, foi chefe de gabinete de Jair Bolsonaro quando este era deputado federal. Francisco morreu em 2018, antes de Bolsonaro ser eleito presidente da República.

Partidos tentam barrar a liberação do estoque do paraquat pela Anvisa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!