Pedido de expulsão de Eduardo Bolsonaro é entregue à executiva do PSL

O líder do PSL na Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro (SP), é alvo de um pedido de expulsão do partido. A representação foi entregue à executiva nacional do PSL e também solicita que seja destituído o comando do PSL no estado de São Paulo, presidido por Eduardo.

>Carla Zambelli prefere ser expulsa a continuar em guerra no PSL

Assinam o pedido os deputados  Abou Anni, Júnior Bozzella, Coronel Tadeu, Joice Hasselmann, e o senador Major Olimpio. Todos são do PSL paulista.

Na segunda-feira (21), o Congresso em Foco antecipou que o terceiro filho do presidente Jair Bolsonaro seria alvo de pedido de expulsão do PSL.

O senador Flávio Bolsonaro , que comanda o PSL-RJ,  também pode ser alvo de uma representação similar a que destitui o comando paulista. Procurado pelo Congresso em Foco, o senador disse que não comenta sobre os últimos acontecimentos do PSL.

A crise na sigla foi destacada pelo Congresso em Foco em setembro, quando deputados revelaram ao site que a situação dentro do partido era de racha e possível debandada.

O clima piorou no dia 8 de outubro, quando Bolsonaro disse para um seguidor esquecer a sigla e que o presidente do partido, Luciano Bivar, estava queimado. Desde então, aliados de Bolsonaro e de Bivar travam uma disputa interna. A última delas, acirrada desde ontem, é pela função de líder da bancada na Câmara.

Catarse

 

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!