Os partidos que mais apoiam o governo no Senado

O PL (99%), DEM (98%), PP (97%), PSC (97%) e MDB (95%) foram os partidos que mais apoiaram projetos de interesse do governo de Jair Bolsonaro no Senado em 2019.

Entre as matérias governistas aprovadas no ano pelos senadores estão a reforma da Previdência, a mudança no regime das empresas telefônicas, a cessão onerosa, que divide a receita dos leilões do pré-sal para estados e municípios, e o pacote anticrime.

O levantamento foi feito pelo Congresso em Foco com o auxílio da plataforma Parlamentria.

O DEM, segundo partido que mais aderiu ao governo, possui três ministérios na Esplanada de Bolsonaro - Casa Civil, Saúde e Agricultura e Pecuária.

Já o MDB, a quinta sigla mais governista tem entre seus filiados o ministro da Cidadania, Osmar Terra,  e os líderes do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (TO), e no Senado, Fernando Bezerra Coelho (PE).

Nenhum desses partidos se declara base aliada do governo e o apoio dado por eles nas votações é construído caso a caso.

Em entrevista ao Congresso em Foco  no dia 6 de dezembro, o líder do governo no Senado comentou as mudanças na articulação política entre Executivo e Legislativo após  a chegada de Bolsonaro à Presidência da República.

"O governo se recusou ao que foi tradição na Nova República, então está inaugurando um novo momento, não se dá a participação através dos partidos, é uma participação que é limitada em determinadas posições no segundo e terceiro escalão por parte dos congressistas, ajudando, trabalhando e apoiando o governo", disse.

E completou:

"Por outro lado o Congresso começa a perceber que também é uma coisa boa, essa construção não é toda ruim, os partidos têm menos responsabilidades e os parlamentares podem ter acesso aos programas de governo para poder ajudar o desenvolvimento de suas bases eleitorais. No ano que está terminando, dentro do Senado Federal há mais apoio que resistência".

Na Câmara dos Deputados , o ano de 2019 foi marcado por atritos entre Bolsonaro e congressistas insatisfeitos com o ritmo na liberação de verbas.

>Centrão se rebela, cobra emendas e barra votações na Câmara

> Crise no PSL aumenta poder de fogo do MDB com Bolsonaro

 

Veja tabela com a relação entre os partidos e o apoio a projetos governistas no Senado:

Partido Média
PL 99%
DEM 98%
PP 97%
PSC 97%
MDB 95%
PSDB 93%
PSL 93%
PSD 91%
PODE 85%
PDT 82%
Cidadania 79%
PROS 72%
PSB 71%
PT 69%
REDE 66%

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!