Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Os 10 deputados federais mais perdulários do país

Na lista dos dez maiores gastadores aparecem quatro deputados de Roraima, dois do Tocantins, dois do Amapá, um de Rondônia e outro do Maranhão. Juntos eles receberam R$ 15,5 milhões para cobrir despesas atribuídas ao mandato. Os três primeiros – Jhonatan de Jesus (RR), César Halum (TO) e Cléber Verde (MA) – são do mesmo partido, o PRB. Eles gastaram R$ 1,62 milhão, R$ 1,58 milhão e R$ 1,55 milhão, respectivamente.

Todos os deputados acima foram procurados. Veja o que aqueles que retornaram o contato informaram:

André Abdon

“Proporcionalmente o custo é devido ao deputado se apresentar com maior intensidade em suas atividades parlamentares dentro do estado do Amapá. Os demais gastos estão dentro das regras impostas pela Câmara.”

Hiran Gonçalves

“Durante o mandato legislativo, o deputado Hiran Gonçalves utilizou devidamente a cota parlamentar, principalmente para divulgar a sua atuação no estado e em benefício da população. O valor da cota parlamentar é variável e depende do estado de representação. Vale ressaltar que o custo dos serviços em Roraima é mais elevado do que os praticados nos demais estados, como exemplo, podemos citar o custo com passagens aéreas, uma vez que possui a maior distância em relação a Brasília. Neste caso, já está previsto um adicional maior por parte da Câmara dos Deputados para Roraima.

Nos custos mencionados pela reportagem, como os gastos com a divulgação das atividades parlamentares, incluindo aí os serviços gráficos, entre outros, também há uma maior despesa uma vez que, pela distância dos grandes centros urbanos do país, o pequeno número de empresas capacitadas para desenvolver esses trabalhos e a falta de competitividade, nos deparamos com valores mais elevados de serviços.

O deputado Hiran Gonçalves prima pela eficiência e eficácia no uso do dinheiro público e principalmente no combate a corrupção. Enfatizamos ainda que os gastos utilizados durante o mandato são legítimos e em concordância com os órgãos de controle da Câmara dos Deputados. Assessoria de Comunicação”

Josi Nunes

“A deputada federal Josi Nunes(Pros-TO) esclarece que sua cota é toda utilizada no exercício da sua atividade parlamentar, uma vez que a mesma percorre de carro, em média, 4 mil quilômetros de sexta a segunda para visitar as cidades tocantinenses e levar as informações de seu mandato aos 139 municípios do Tocantins. Considerada uma deputada acessível, a parlamentar mantém escritório político nas cidades de Palmas e Gurupi para atender a população. Embora a reportagem não considere os gastos com transporte aéreo, a tocantinense faz questão de frisar que só usa este transporte quando o valor da tarifa se encontra com um preço justo. Do contrário, a parlamentar utiliza o transporte rodoviário.”

Continuar lendo