Oposição divulga nota de apoio a Barroso contra ataques de Bolsonaro

Os líderes da oposição, da Minoria e de oito partidos na Câmara, além do vice-presidente da Casa, Marcelo Ramos (PL-AM), divulgaram na noite desta quarta-feira (4) uma moção de solidariedade ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luis Roberto Barroso, contra os ataques dirigidos a ele pelo presidente Jair Bolsonaro. Bolsonaro tem acusado o presidente do TSE de interferir no Congresso para barrar a aprovação da PEC do Voto Impresso, apresentada pela deputada Bia Kicis (PSL-DF).

O documento foi articulado pelo líder da Oposição na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ). No texto os deputados declaram apoio à atuação do ministro na defesa da democracia e das eleições que, hoje, na avaliação dos que assinam a moção, ocorrem de forma transparente, livre, segura e limpa. Os parlamentares também deixam claro seu repúdio às ameaças de Bolsonaro e suas tentativas de deslegitimação do processo eleitoral.

Assinam o documento: Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara; Alessandro Molon (PSB-RJ), líder da Oposição na Câmara; Marcelo Freixo (RJ), líder da Minoria na Câmara; Arlindo Chinaglia (PT-SP), líder da Oposição no Congresso; Lucas Vergílio (GO), líder do Solidariedade; Alex Manente (SP), líder do Cidadania; Bohn Gass (PT), líder do PT; Wolney Queiroz (PDT), líder do PDT; Talíria Petrone (RJ), líder do Psol; Renildo Calheiros (AL), líder do PCdoB; Danilo Cabral (PE), líder do PSB, e Joênia Wapichana (RO), líder da Rede.

Veja a íntegra da nota:

"Moção de solidariedade ao ministro Luis Roberto Barroso

 Os líderes partidários na Câmara dos Deputados manifestam sua solidariedade e apoio ao Ministro do Supremo Tribunal Federal e Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, em decorrência dos ataques proferidos pelo Presidente da República Jair Bolsonaro. O Presidente Bolsonaro vem realizando ataques antidemocráticos ao processo eleitoral brasileiro e às urnas eletrônicas, que têm sido respondidos devidamente pelo Min. Luís Roberto Barroso.

Acreditamos que a democracia, nas palavras do próprio Ministro, é construída a partir de votos, direitos e razões e as condutas do Presidente violam esses três elementos. Em primeiro lugar, ameaçam o processo eleitoral e, portanto, os votos de brasileiras e brasileiros, ao colocar em xeque a ocorrência das eleições. Em segundo lugar, buscam interferir no exercício dos direitos políticos garantidos a todos e todas e desrespeitar as regras do jogo democrático. Em terceiro, por fim, as palavras de ameaça do Presidente se baseiam em razões infundadas de fraudes às urnas, desmentidas pelo TSE e pelo Min. Luís Roberto Barroso, que se destinam tão somente a propagar desinformação e causar instabilidade política.

 Nesse contexto, nos solidarizamos com o Min. Luís Roberto Barroso, apoiamos sua defesa contundente da democracia e das eleições que, hoje, ocorrem de forma transparente, livre, segura e limpa. Repudiamos, portanto, as ameaças de Jair Bolsonaro e suas tentativas de deslegitimação do processo eleitoral. É imprescindível que continuemos lutando pela democracia e pelos direitos, que foram consolidados na Constituição de 1988, seguindo as regras do jogo e sem conivência com condutas antidemocráticas.

Brasília, 04 de agosto de 2021."

STF inclui Bolsonaro em inquérito das fake news

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS
Continuar lendo