Ney Suassuna retorna ao Senado para cobrir afastamento de Veneziano

Com o afastamento temporário do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), o ex-senador e empresário Ney Suassuna (Republicanos-PB) vai voltar ao Senado. Suassana é suplente de Veneziano, que pediu licença para se afastar da Casa para se dedicar ao pleito municipal de 2020. A esposa de Veneziano, Ana Cláudia Vital (Podemos), é candidata a prefeita de Campina Grande (PB).

O que é cristofobia e por que faz pouco sentido Bolsonaro falar sobre isso

Em agosto do ano passado, a Justiça Federal no Paraná recebeu denúncia da força-tarefa da Lava Jato contra Suassuna. Ele é investigado pelos crimes de organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito de contratos de afretamentos de navios da Petrobras vigentes entre 2006 e 2028, os quais geraram, pelo menos, US$ 17,6 milhões em propinas e comissões ilícitas.

No Senado entre 1994 e 2007, Suassuna já foi filiado ao PMDB e ao PSL e também assumiu o Ministério da Integração Nacional entre 2001 e 2002, no governo FHC.

A bancada da Paraíba também terá outra troca. O suplente Diego Tavares (PP) assumiu nesta quarta-feira (23) a vaga da senadora Daniella Ribeiro (PP), que ficará afastada dos trabalhos do Senado por quatro meses. O Progressistas disputa duas prefeituras importantes no estado: João Pessoa e Campina Grande.

Justiça suspende retorno de peritos às agências do INSS

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!