Na véspera do recesso, comissão tenta votar PEC do voto impresso

Após a “dança das cadeiras” que trocou ao menos vinte integrantes da comissão especial que analisa a PEC 125/2019, que prevê o voto impresso, o colegiado volta a se reunir a partir das 15h de hoje. Na véspera do recesso parlamentar, deputados favoráveis à proposta – defendida veemente pelo presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores – tentam aprovar a mudança constitucional.

Os deputados votarão o parecer do relator, deputado Filipe Barros (PSL-PR), apresentado há quase vinte dias. Pela proposta, o voto impresso seria uma segunda via de auditoria, independente do software da urna eletrônica, na qual as cédulas caem no repositório sem qualquer contato com o eleitor.

A previsão é de que a PEC seja rejeitada. Tal movimento foi fortalecido principalmente após onze partidos fecharem posição em defesa do atual sistema de votação. Além disso, o texto tem sido duramente criticado por juristas, ex-procuradores-gerais eleitorais e organizações da sociedade civil.

> Filho de Arthur Lira atua em contratos de publicidade que envolvem governo

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo