Morre, aos 84 anos, ex-presidente da Câmara Ibsen Pinheiro

Morreu nesta sexta-feira (24) o ex-deputado Ibsen Pinheiro, aos 84 anos. Ele comandou a Câmara durante o processo de impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, em 1992, e estava internado em um hospital em Porto Alegre (RS).

> “Não preciso fritar ministro para demitir”, diz Bolsonaro sobre Moro

Ibsen foi integrante da Assembleia Nacional Constituinte, que elaborou a Constituição de 1989, e teve mandado de deputado pelo Rio Grande do Sul entre 1983 e 2011. Além da carreira política, o gaúcho era jornalista, advogado, ex-presidente do time Internacional e atuou como promotor e procurador da Justiça.

Atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou no Twitter que recebeu a notícia "com muita tristeza". "Ele presidiu a Casa com muita seriedade, num dos momentos mais importantes da democracia brasileira", disse.

"Ibsen foi um exemplo para mim, tive a oportunidade de conviver e aprender muito com ele. Perdemos um homem público diferenciado", completou.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), também prestou homenagens ao ex-deputado e decretou luto oficial no estado por três dias. "Ibsen foi homem público incansável na luta por um país melhor. Sua trajetória política, marcada pelo diálogo e pelo respeito, deixa grande legado ao Brasil", disse.

> Relator de Plano Mansueto quer premiar estados bons pagadores

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!