Maia sinaliza apoio a entregadores de aplicativos, que prometem nova paralisação

Representantes dos entregadores de aplicativos estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira (8) com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Desde a paralisação realizada na semana passada, as reivindicações da categoria encontraram ressonância no Congresso. Atualmente, mais de 20 projetos de lei que buscam melhorar as condições de trabalho dos entregadores tramitam na Câmara. 

> Paralisação: entregadores de aplicativo relatam fome e jornada exaustiva

Na reunião com Maia, os representantes da categoria apresentaram quatro pautas centrais: o aumento do valor recebido pelas corridas; a criação de taxas mínimas para as entregas; o fim do bloqueio dos aplicativos a entregadores; e a instituição de seguros contra acidentes e contra a covid-19. 

Após a reunião, os parlamentares presentes e o presidente Maia se comprometeram a sistematizar os projetos apresentados, de modo a racionalizar a tramitação das propostas e alinhá-las às demandas da categoria. 

O movimentou também pediu ao presidente que disponibilize um consultor legislativo que possa se dedicar a fazer um panorama da situação atual do setor. 

Abel Santos, um dos entregadores que participou da reunião, relatou que Maia se demonstrou sensível às demandas do movimento. Após o encontro, os entregadores afirmaram que uma nova paralisação nacional está marcada para o dia 25 de julho. Ela é uma resposta à falta de propostas dos aplicativos mesmo após a primeira paralisação.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!