Maia reúne aliados em SP para discutir sucessão na presidência da Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebe em São Paulo nesta quarta-feira (11) aliados para discutir as eleições para a Mesa Diretora da Casa Legislativa em 2021. Entre os participantes do encontro, Luciano Bivar (PSL-PE), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) e Baleia Rossi (MDB-SP), apontados como candidatos à sua sucessão no comando da Casa.

>Disputa pela presidência da Câmara e eleições paralisam votações

O presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar, comentou sobre a reunião. "Tanto eu como Aguinaldo e Baleia estamos procurando junto com Maia um candidato que tenha o perfil de tornar a Câmara independente, como ela está sendo, e mais ainda, fortalecer o Legislativo, o Parlamento, a gente respeitar as minorias dentro da Câmara, ter na Câmara o verdadeiro fórum de debate para discutir a legislação nacional", afirmou ao Congresso em Foco.

De acordo com Bivar, após a definição do candidato a presidente da Casa, a próxima etapa é definir quais partidos ficarão com as secretarias e vice-presidências.

"É isso que Maia está discutindo conosco, que candidato teremos que aglutinar força para fazer a mesa da Câmara, isso é o que nós pretendemos definir o mais rápido possível", afirmou.

Dos três deputados o que tem sido mais privilegiado por Maia é Baleia Rossi, que é líder na Câmara e presidente nacional do MDB. O deputado de São Paulo costuma acompanhar Maia durante reuniões com ministros, como a que selou a reaproximação do presidente da Câmara com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Comissão de Orçamento

A disputa pelo comando da Comissão Mista de Orçamento (CMO) não deve entrar na conversa entre Maia, Baleia, Bivar e Aguinaldo. Como não há um acordo para quem vai presidir a comissão, é apontada a possibilidade do orçamento de 2021 ser votado diretamente no plenário do Congresso.

O Centrão, liderado por Arthur Lira (PP-AL),  pressiona pela escolha da deputada Flávia Arruda (PL-DF) para presidir a CMO. O grupo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, resiste e afirma que foi firmado um acordo para o presidente ser o deputado Elmar Nascimento (DEM-BA).

A disputa é uma espécie de antecipação do que deve acontecer na eleição para presidência da Câmara em fevereiro de 2021, quando um aliado de Maia deve enfrentar Arthur Lira. Os partidos de esquerda ainda não definiram se vão lançar candidatura própria para presidente da Câmara ou se vão apoiar um deputado aliado do grupo de Maia.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!