Maia descarta reforma administrativa em 2020: “Vamos ficar na tributária”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na tarde desta quinta-feira (25) que considera difícil que o governo encaminhe ainda este ano a reforma administrativa ao Congresso. “Vamos ficar limitados à reforma tributária”, disse o deputado, em uma live promovida pela Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão vinculado ao Senado.

De acordo com Maia, é preciso pensar em como o país vai recuperar a economia após a pandemia. Desde a semana passada, ele vem insistindo na prorrogação do auxílio emergencial com valor de R$ 600. Maia também apontou que um benefício de renda mínima pode ser uma saída para a economia. Para o deputado, governo e Congresso devem dialogar sobre o tema.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!