Maia: “Demora da vacina pode gerar abertura de impeachment contra Bolsonaro”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a demora do início da vacinação contra a covid-19 no Brasil pode levar à abertura de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. A declaração foi feita em entrevista ao portal Metrópoles divulgada nesta segunda-feira (11).

Na avaliação de Maia, a vacinação contra o novo coronavírus gerou uma pressão da sociedade sobre Bolsonaro não vista nos últimos anos.

"Talvez ele [Bolsonaro] sofra um processo de impeachment muito duro se não se organizar rapidamente. Porque o processo de impeachment, você sabe, é o resultado da pressão da sociedade", afirmou Maia ao portal.

Porém, o parlamentar disse que não abrirá processo de impeachment nas últimas semanas como presidente da Casa, que elegerá novo comando em 2 de fevereiro, e que esse papel caberá ao novo dirigente da Câmara. De acordo com ele, a abertura, no meio do recesso parlamentar e da disputa pelo comando do Congresso, só traria "desorganização".

> “Presidente da Câmara líder do governo não dura uma semana”, diz Lira 

Continuar lendo