Maia articula votação de prorrogação do Fundeb para julho

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a proposta de emenda à Constituição (PEC) que prorroga o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fundeb) deve ser votada no plenário em julho. A versão atual do Fundeb tem validade até o dia 31 de dezembro deste ano.

Maia afirmou que a relatora, a deputada Professora Dorinha Rezende (DEM-TO), deve entregar a versão final do parecer em até duas semanas. Há discordâncias entre o governo e boa parte da Câmara sobre o tamanho da participação da União na manutenção do fundo.

>Maia acredita em reaproximação da Câmara com o MEC após saída de Weintraub

A versão mais recente do parecer  (íntegra) de Dorinha aumenta o financiamento da União de 10% para 20% em seis anos. De acordo com Maia, esse ponto da proposta deverá ser ajustado. “A aceleração do incremento da União vai ser menor do que gostaríamos”, disse.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Premium, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com comercial@congressoemfoco.com.br.

O deputado Pedro Cunha Lima (PSDB-PB), presidente da Comissão de Educação, acredita que a matéria deve ser aprovada em julho. Segundo ele, Maia tem articulado a apreciação do texto com líderes e deputados ligados ao tema.

“A gente está trabalhando nas bancadas, teve uma última reunião com ele e está muito receptivo a nossa argumentação. Pediu para que a gente articulasse com as bancadas porque tem que fazer uma articulação mais ampla. Ele está muito disposto a ajudar e tem sido um parceiro até aqui. Acho que em julho a gente vota”, disse ao Congresso em Foco. 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!