Maia antecipa pauta da semana da Câmara após pressão de deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai mudar a partir de amanhã (22) o funcionamento da reunião semanal de líderes que planeja as pautas de votação. Os encontros agora serão feitos às sextas-feiras. Com isso, a agenda da Casa, hoje decidida às segundas ou terças, passará a ser definida com antecedência.

Outra mudança é que a previsão da pauta será enviada para os líderes antes da reunião. A informação foi confirmada pelo Congresso em Foco  com os líderes Alessandro Molon (PSB-RJ), Arthur Lira (PP-AL), Baleia Rossi (MDB-SP) e Efraim Filho (DEM-PB).

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

A alteração foi uma cobrança de partidos de esquerda e do Centrão, bloco informal que inclui deputados de centro e de centro-direita. Os congressistas reclamavam da falta de previsibilidade das matérias que seriam votadas.

O momento mais emblemático da insatisfação foi na votação da medida provisória da regularização fundiária. Acordo construído entre Maia e Baleia Rossi, aliado próximo do presidente da Câmara, para fazer a MP perder a validade e transformá-la em projeto de lei irritou Arthur Lira, um dos principais líderes do Centrão.

A MP era um tema de interesse do governo. Lira tem se aproximado do presidente Jair Bolsonaro. O chefe do Poder Executivo negocia formar uma base legislativa no Congresso e em troca tem oferecido cargos no segundo e terceiro escalão aos partidos.

>Retirada da MP 910 irritou Centrão e antecipou disputa pela presidência da Câmara

>Centrão minimiza vídeo, mas admite dificuldades se STF avançar em inquérito

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!