Kim desiste de presidência da Câmara e apoia Van Hattem, do Novo

O deputado federal eleito Kim Kataguiri (DEM-SP) anunciou, na tarde desta quarta-feria (23), sua renúncia à disputa pela presidência da Câmara dos Deputados.

Kim anunciou, no Twitter, que apoiará a candidatura de Marcel Van Hattem (Novo-RS), que lançou seu nome na últia terça (22). “Eu e o Marcel Van Hattem pensamos da mesma maneira, não há razão para competirmos. Retiro minha candidatura e dou todo meu apoio, junto do MBL, a sua candidatura! Juntos por um Brasil Livre!”, escreveu.

A aliança, no entanto, segue sem apoio do DEM, partido de Kim. O líder da legenda na Câmara, Elmar Nascimento (DEM-BA), afirma que o problema de Van Hattem é o mesmo do líder do Movimento Brasil Livre (MBL): ainda não ter 35 anos. Como o Presidente da República precisa ter no mínimo esta idade, tanto Kim quanto Van Hattem (hoje com 33) estariam inaptos para presidirem a Câmara porque não podem estar na linha sucessória em caso de impedimento ou vacância.

“A candidatura dele [Van Hattem] é juridicamente questionável. Isso não é questão de regimento, é questão de Constituição”, defende Nascimento, que diz ainda esperar que votos do parlamentar eleito do Novo sejam redirecionados para Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tenta se reeleger no comando da Casa.

Tanto Kim quanto Van Hattem argumentam que a idade não é impedimento para assumir a posição, já que, na prática, bastaria que a sucessão presidencial “pulasse” o presidente da Câmara. Pela Constituição, o cargo é o terceiro da linha sucessória, atrás do presidente e do vice, mas à frente do presidente Senado Federal e o do Supremo Tribunal Federal (STF).

CâmaraDEMkim kataguiriMarcel Van HattemnovoPreisdência da Câmara