Justiça determina que Flordelis use tornozeleira eletrônica

A Justiça do Rio de Janeiro determinou que a deputada Flordelis use tornozeleira eletrônica. A decisão desta sexta-feira (18) ainda obriga a deputada a ficar em casa entre as 23h e as 6h. A decisão foi da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói.

> Saiba o que a deputada acusada de mandar matar o marido fez na Câmara no último ano

Ao portal G1, a defesa da deputada federal informou que vai recorrer da decisão.

Em junho do ano passado, o pastor Anderson do Carmo, marido de Flordelis, foi assassinado dentro de casa com mais de 30 tiros no bairro Badu, em Niterói. A deputada relatou que seu marido teria sido assassinado durante um assalto. Ela afirmou em depoimento e à imprensa que eles teriam sido seguidos por suspeitos em uma moto quando retornavam para casa.

A polícia apontou Flordelis como mandante do crime ela foi acusada de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio, associação criminosa, uso de documento falso e falsidade ideológica.

> Bancada evangélica afasta Flordelis “até que os fatos sejam apurados”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!