Joice Hasselmann para Bolsonaro: “Não me importo com ingratidão”

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) se manifestou pela primeira vez após ser destituída da liderança do governo no Congresso. Em mensagem publicada em sua conta no Twitter, Joice disse que atuou para salvar o presidente Jair Bolsonaro de um processo de impeachment, que conteve inúmeras crises no governo e que sabia que "poderia esperar a traição". "Não me importo com ingratidão. Meu couro é duro", escreveu, em recado ao presidente, mas sem citar o nome dele.

Ela condicionou a manutenção do seu apoio ao presidente. "Continuo firme no combate à corrupção e apoio o PR @jairbolsonaro enquanto ele realmente quiser combater a corrupção, sem jeitinho, sem flexibilizar, sem carteiradas, sem protecionismo a quem quer que seja. Se houver esse compromisso mantido com o Brasil, seguiremos juntos", publicou.

A parlamentar, que perdeu o cargo depois de se recusar a apoiar a condução de Eduardo Bolsonaro à liderança do PSL na Câmara, comparou sua saída da liderança do governo a uma carta de alforria. Joice afirmou que, longe do cargo, terá mais tempo agora para se dedicar ao mandato e à sua candidatura à prefeitura de São Paulo.

"E como eu disse muitas vezes: 'EU JAMAIS SERIA A PRIMEIRA A TRAIR'. Então, nunca trairia, mas sabia q poderia esperar a traição. Nada me abala. Todas as vezes que tentaram puxar meu tapete eu caí para cima! Então esperem...🇧🇷", destacou.

Veja a sequência de tuítes da deputada:

A deputada ficou do lado do líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), aliado do presidente da legenda, Luciano Bivar, na queda de braço com o presidente Jair Bolsonaro, que tentou emplacar a indicação de seu filho Eduardo para o comando da bancada na Casa. Joice será sucedida pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO).

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!