Joice é chamada de traidora por agentes de segurança

“Traidora, traidora, traidora”. Assim foi recebida a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), por oficiais de Justiça e policiais federais e rodoviário na chegada à comissão especial da reforma da Previdência. A segurança da Câmara precisou usar spray de pimenta para dispersar os manifestantes. Nesta semana, o grupo já havia chamado de traidor o presidente Jair Bolsonaro. Veja o momento do protesto:


Profissionais da área de segurança querem incluir na reforma regras especiais de aposentadoria para a categoria. A categoria rejeitou proposta do governo Bolsonaro. Promete continuar brigando por uma regra de transição semelhante à dos policiais militares, de 17%.

Assim, as regras para policiais federais e policiais rodoviários federais não foram alteradas: continuaram os 55 anos de idade mínima sem pedágio.

Nesta quinta-feira (4), a comissão especial tenta votar o texto-base do relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). Estão na pauta 25 destaques: 16 da base aliada governista e nove da oposição.

>>Professoras ganham alívio na reforma da Previdência

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!