Grupo de Bolsonaro, MBL e Novo votam contra ratificação de acordo antirracismo

A Câmara dos Deputados aprovou em dois turnos nesta quarta-feira (9) o Projeto de Decreto de Lei 861/2017, que ratifica o texto da Convenção Interamericana contra o racismo, adotado na Guatemala, na 43ª Sessão Ordinária da Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), em junho de 2013. A matéria segue agora para o Senado.

No primeiro turno, o projeto teve 414 votos favoráveis, 39 contra e quatro abstenções. Já no segundo turno o texto recebeu 417 votos favoráveis, 42 contrários e três abstenções. Veja os parlamentares que se opuseram ao projeto:

Deputado Primeiro turno Segundo turno
Adriana Ventura (Novo-SP) Não Não
Alê Silva (PSL-MG) Não Não
Alexis Fontayne (Novo-SP) Não Não
Aline Sleutjes (PSL-)PR Não Não
Bia Kicis (PSL-DF) Não Não
Carlos Jordy (PSL-RJ) Não Não
Caroline de Toni (PSL-SC) Não Não
Coronel Tadeu (PSL-SP) Não Não
Daniel Freitas (PSL-SC) Não Não
Diego Garcia (Podemos-PR) Sim Não
Dr. Jaziel (PL-CE) Não Não
Dra. Soraya Manato (PSL-ES) Não Não
Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) Não Não
Filipe Barros (PSL-PR) Não Não
General Girão (PSL-RN) Não Não
Gilson Marques (Novo-SC) Não Não
Guiga Peicoto (PSL-SP) Não Não
Heitor Freire (PSL-CE) Não Não
Helio Lopes (PSL-RJ) Não Não
Joice Hasselmann (PSL-SP) Não Não
Junio Amaral (PSL-MG) Não Não
Kim Kataguiri (DEM-SP) Não Não
Lucas Gonzalez (Novo-MG) Não Não
Luiz. P. O Bragança (PSL-SP) Não Não
Majo Fabiana (PSL-RJ) Não Não
Marcel Van Hattem (Novo-RS) Não Não
Márcio Labre (PSL-RJ) Não Não
Nelson Barbudo (PSL-MT) Sim Não
Nicoletti (PSL-RR) Não Não
Pastor Eurico (Patriota-PE) Não Não
Paula Belmonte (Cidadania-DF) Não Não
Paulo Azi (DEM-BA) Sim Não
Paulo Ganime (Novo-RJ) Não Não
Paulo Martins (PSC-PR) Não Não
Pedro Lupion (DEM-PR) Não Sim
Rodrigo Coelho (PSB-SC) Não Não
Roman (Patriota-RR) Não Não
Sanderson (PSL-RS) Não Não
Sargento Fahur (PSD-PR) Abstenção Não
Tiago Mitraud (Novo-MG) Não Não
Vinicius Carvalho (Republicanos-SP) Não Não
Vinicius Poit (Novo-SP) Não Não
Vitor Hugo (PSL-GO) Não Não

 

A convenção oferece status constitucional a políticas públicas de prevenção e punição de condutas racistas, ações afirmativas, promoção da igualdade de oportunidade na educação e no trabalho e diversidade no sistema político. A proposta já estava aprovada pelas comissões da Câmara desde 2018. A votação foi proposta pelo deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), que presidiu a sessão nesta quarta-feira (9).

> Câmara aprova ratificação da Convenção Interamericana contra o racismo

Continuar lendo