Flávio Bolsonaro aciona PGR contra Renan Calheiros por abuso de autoridade

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) entrou com uma representação na Procuradoria Geral da República contra o relator da CPI da Covid, o senador Renan Calheiros (MDB-AL). Segundo Bolsonaro, Calheiros expos dados confidenciais durante as oitivas, o que caracterizaria crime de abuso de autoridade "para pautar os seus interesses egoísticos".

Os assuntos confidencias que o filho do presidente cita dizem respeito a trechos de um depoimento que Bolsonaro concedeu durante inquérito sobre atos antidemocráticos, e que estão sob sigilo no Supremo Tribunal Federal (STF). Flávio alega que Calheiros divulgou parte das gravações durante a reunião da comissão que recebeu o ex-secretário especial de Comunicação Social da Presidência da República, Fábio Wajngarten.

Na representação, Flávio Bolsonaro também afirma que o relator da CPI da Covid agiu de forma tendenciosa "buscando incriminar testemunhas, fazendo uso de provas obtidas de forma ilícita e ilegítima".

Confira na íntegra:

No documento que o filho do presidente entregou à PGR nesta terça-feira (20), consta ainda uma citação da revista Veja, onde diz que Renan teria mágoa por ter sido chamo de "vagabundo" por Flávio Bolsonaro. Esse fato, conforme Flávio Bolsonaro, fez o senador "adotar condutas e promover procedimentos com o único propósito de vingança e perseguição".

O filho do presidente se diz, assim, perseguido por Calheiros e alvo de uma investigação "paralela" à  da CPI. "A pretexto de contribuir com o objeto da CPI da Pandemia, o Representante age ilicitamente, invadindo a vida privada e promovendo um tipo peculiar de assédio".

A relação entre Flávio Bolsonaro e Renan Calheiros, durante a CPI da Covid, tem sido regada a bate-bocas. Na semana passada, Bolsonaro também denunciou a atuação do colega ao Conselho de Ética da Casa. Na ocasião, o senador Renan Calheiros publicou nas redes sociais uma nota na qual diz: "quanto ao senador Flávio Bolsonaro, se há algo positivo é o encontro dele com a palavra ética. Embora movido pelos piores instintos, não deixa de ser um encontro surpreendente entre os dois”, disse.

> Bolsonaro anuncia que reconduzirá Aras no comando da PGR

> ”Impeachment não é tema que se trate por vingança”, diz Marcelo Ramos

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo