Em esforço concentrado, senadores aprovam 11 indicações de autoridades

O Plenário do Senado confirmou nesta terça-feira (22) a indicação de 11 diplomatas para representar o Brasil como embaixadores em diversos países e organismos internacionais. Os nomes foram aprovados e sabatinados ontem, ao longo de 12 horas de reunião da Comissão de Relações Exteriores (CRE).

Os senadores também aprovaram por unanimidade a indicação da jurista Maria Theresa de Assis Moura para o cargo de corregedora-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A sabatina dela foi realizada na tarde de hoje na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Os nomes das demais autoridades serão votados amanhã, a partir das 10h.

Davi diz que em 20 ou 30 dias pode haver novo esforço concentrado

Esta semana marca a realização das primeiras sessões presenciais no Senado desde março, quando foi implantado o sistema remoto, devido à pandemia de covid-19. Vários postos de votação estão distribuídos no Senado, inclusive na garagem, onde parlamentares podem deliberar dentro do próprio veículo.

Veja abaixo os nomes e as respectivas embaixadas e organismos que os indicados irão assumir:

Diplomata Embaixada/Organismo
Nestor José Forster Junior Estados Unidos
Hermano Telles Ribeiro Líbano
Paulo Roberto Caminha de Castilhos França Países Baixos
Gerson Menandro Garcia de Freitas Israel
Reinaldo José de Almeida Salgado Argentina
Carlos Eduardo de Ribas Guedes Mali
Rafael de Mello Vidal Angola
José Antonio Gomes Piras Estônia
Sérgio França Danese África do Sul, Lesoto e Maurício
Norberto Moretti Delegado Permanente do Brasil junto à Organização de Aviação Civil Internacional (OACI)


Câmara aprova MP que dispensa meta de exportação em zona de processamento

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!