Eleição para presidente da Câmara tem início com sete candidatos; veja ao vivo

A eleição para presidente da Câmara dos Deputados terá sete candidatos. O prazo de registro das candidaturas encerrou há pouco, às 17 horas.

Vão disputar o principal cargo da Casa os deputados Fábio Ramalho (MDB-MG), 1º vice-presidente na legislatura passada; JHC (PSB-AL), que ocupou a 3ª secretaria da Mesa Diretora na legislatura passada; General Peternelli (PSL-SP); Ricardo Barros (PP-PR); Marcel Van Hattem (Novo-RS); Marcelo Freixo (Psol-RJ) e o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Desses candidatos, apenas Rodrigo Maia tem apoio oficial do bloco a que pertence. Os demais são avulsos.

Veja ao vivo:

 

A eleição para presidente e os demais cargos da Mesa Diretora da Câmara começou às 18 horas. A sessão será presidida pelo deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE) – o mais velho entre os que têm mais mandatos. Essa regra é determinada pelo Regimento Interno da Câmara. A Mesa possui sete cargos fixos e quatro suplências.

Outros cargos

Para os demais cargos, registraram candidatura os seguintes parlamentares:

- 1ª vice-presidência: Marcos Pereira (PRB-SP) e Hercílio Coelho Diniz (MDB-MG). Diniz concorre como candidato avulso;

- 2ª vice-presidência: Luciano Bivar (PSL-PE) e Charlles Evangelista (PSL-MG), que concorre como candidato avulso;

- 1ª secretaria: Giacobo (PR-PR) e Soraya Santos (PR-RJ), esta como candidata avulsa;

- 2ª secretaria: Mário Heringer (PDT-MG);

- 3ª secretaria: Fábio Faria (PSD-RN);

- 4ª secretaria: André Fufuca (PP-MA).

Os candidatos à suplência são: Assis Carvalho (PT-PI), Rafael Motta (PSB-RN), Isnaldo Bulhões Jr (MDB-AL) e Geovania de Sá (PSDB-SC).

Eleição

A votação só começará quando houver, pelo menos, 257 deputados no Plenário. Iniciado o processo, cada deputado registra seus 11 votos de uma só vez na urna eletrônica. A votação é secreta e realizada em cabines eletrônicas.

A apuração é realizada por cargo, iniciando-se pelo presidente da Câmara. Para ser eleito, o candidato precisa de maioria absoluta dos votos em primeira votação ou ser o mais votado no segundo turno. Depois de eleito o novo presidente, serão apurados os votos dos demais integrantes da Mesa.

 

PT votará dividido na escolha para a presidência da Câmara

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!