Eduardo como líder pacifica o PSL, diz aliado de Bolsonaro

O grupo de deputados aliados ao presidente Jair Bolsonaro trabalha para fazer com que Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) substitua delegado Waldir (GO) como líder do PSL na Câmara dos Deputados. De acordo com uma pessoa desse grupo o terceiro filho do presidente é o "único capaz de unificar os dois grupos".

"Tem que mudar a liderança para pacificar", afirma o parlamentar ouvido pelo Congresso em Foco e que prefere não se identificar.

Já no grupo aliado ao presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), há movimentações para destituir Eduardo da presidência do PSL em São Paulo.

O deputado Junior Bozzella (PSL-SP) dá como certa a destituição de Eduardo e Flávio Bolsonaro do comando do diretório estadual do partido em São Paulo e no Rio de Janeiro. “Essa é uma decisão que a executiva nacional vai tomar logo mais. Não há clima algum para manter o PSL nas mãos de Eduardo e Flávio”, disse o deputado ao Congresso em Foco. “Há falta de transparência e democracia da parte deles”, completou.

A crise na sigla do presidente da República foi destacada pelo Congresso em Foco em setembro, quando deputados revelaram ao site que a situação dentro do partido era de racha e possível debandada.

O clima piorou no dia 8 de outubro, quando Bolsonaro disse para um seguidor esquecer da sigla. Desde então, troca de farpas estão acontecendo dos dois lados. Bolsonaro e seus aliados têm sido mais ferrenhos; do outro, o presidente do partido, Luciano Bivar, e deputados que não fazem parte da ala mais bolsonarista.

> PSL se livrará de xiitas e folclóricos, diz aliado de Bivar

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!