De licença médica, Jaques Wagner desfalca votação no Senado

O PT deixará de dar, ao menos, um dos seis votos prometidos ao senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), candidato apoiado pela bancada.

Jaques Wagner, da Bahia, anunciou pelas redes sociais que não comparecerá à votação desta segunda-feira (1) por estar de licença médica. Os outros dois senadores da Bahia, Otto Alencar e Angelo Coronel, ambos do PSD, apoiam Pacheco.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Premium, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com comercial@congressoemfoco.com.br.

"Informo que, em decorrência de cirurgia que realizei no dia 22 de janeiro para corrigir um descolamento de retina, encontro-me em licença médica. Por este motivo, não participarei da sessão de hoje que escolherá a nova Mesa Diretora do Senado", escreveu Jaques Wagner no Twitter.

"Gostaria muito de estar presente e exercer meu voto, mas atendo à recomendação médica. Todavia, desejo que o eleito ou eleita trabalhe cada vez mais para dignificar o Senado Federal, garantindo sua autonomia diante dos demais poderes", acrescentou.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!