Davi Alcolumbre está com coronavírus

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), testou positivo para covid-19. Ele havia feito um exame que deu negativo, porém, ao fazer um novo teste na noite de ontem (17), o resultado foi positivo para o coronavírus. Segundo informações da assessoria de imprensa, o presidente do Congresso "está bem, sem sintomas severos, salvo alguma indisposição, e segue em isolamento domiciliar, conforme determina o protocolo de conduta do Ministério da Saúde" e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Sigo trabalhando de casa, por meio de ligações. Temos importantes matérias para serem analisadas. O Congresso Nacional seguirá trabalhando e juntos vamos enfrentar essa pandemia", disse Alcolumbre em seu perfil no Twitter.

O coronavírus chegou às duas casas do Congresso Nacional. Depois de o senador Nelsinho Trad (PTB/MS) testar positivo para Covid-19, o deputado Cezinha de Madureira (PSD-SP), que teve contato com o senador, também confirmou estar infectado pelo vírus.

Outro caso na Câmara é do deputado Daniel Freitas (PSL-SC). Após testar negativo, ele realizou uma contraprova que detectou resultado positivo para o novo coronavírus. Ele esteve com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a viagem para os Estados Unidos.

Na cúpula do poder em Brasília, diversas autoridades testaram positivo para o vírus. Este também é o caso do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, segundo informou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (18).

Bento fez parte da comitiva presidencial que foi aos Estados Unidos e que contou com a presença do secretário de Comunicação da Presidência (Secom), Fábio Wajngarten, que voltou da viagem com covid-19. Das 20 autoridades que integraram a comitiva, 13 apresentaram teste positivo para o vírus.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, Robson Andrade, presidente da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), embaixador Nestor Forster, secretário especial de Comunicação Social adjunto, Samy Liberman, Karina Kufa, advogada eleitoral de Bolsonaro, Sergio Lima, publicitário e membro do Aliança pelo Brasil, Francis Suárez, prefeito de Miami, secretário Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais, Marcos  Troyjo e mais quatro pessoas da equipe de apoio do GSI também testaram positivos para o vírus.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!