Omar Aziz envia depoimento de Wajngarten na CPI ao MP

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), encaminhou ao Ministério Público do Distrito Federal (MPDF) o depoimento do ex-secretário de Comunicação de Jair Bolsonaro, Fábio Wajngarten, dado nesta quarta-feira (12) no Senado Federal.

Leia o ofício de Omar Aziz:

 

O ofício foi lido pelo senador no retorno da sessão, na noite desta quarta-feira. O objetivo é a "tomada de providências que o Procurador responsável entender cabíveis, no sentido de promover a apuração e eventualmente a responsabilização" pelo eventual cometimento do crime de falso testemunho perante a CPI.

A decisão foi tomada com base em uma questão de ordem do senador Humberto Costa (PT-PE), para quem Wajngarten mentiu durante a sessão. "A CPI não pode ser objeto de uma desmoralização", disse o parlamentar pernambucano.

O Código Penal prevê penas de dois a quatro anos de prisão, além de multa, para o crime de falso testemunho, como alguns senadores alegaram que Wajngarten fez à sessão.

Em nota, o advogado Daniel Bialski, que representa Fábio Wajngarten, disse que seu cliente respondeu a todos os questionamentos e jamais faltou com a verdade perante à comissão. "O depoente continua à disposição da Comissão e reitera que seu único objetivo foi o de acelerar a compra de vacinas que minimizem a crise sanitária no país", disse.


> “Moleque”: Renan e Flávio Bolsonaro discutem após CPI; assista> “Eu não sou carcereiro”, diz Aziz após pedidos de prisão de Wajngarten

Continuar lendo