Ex-secretário do DF não irá amanhã à CPI, que ouvirá auditor do TCU

A CPI da Covid recebeu, nesta segunda-feira (16), o aviso que o ex-secretário de Saúde do Distrito Federal Francisco Araújo Filho não poderá comparecer ao depoimento marcado para esta terça-feira (17). Francisco Araújo, preso por irregularidades na compra de testes contra a covid-19, está em Manaus até o dia 22, com autorização da Justiça Federal.

Em seu lugar, será ouvido Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) acusado de produzir um relatório com o número de mortos na pandemia abaixo do divulgado pelo Ministério da Saúde em 2020.

Na verdade, as duas convocações para o mesmo dia já estavam previstas, uma vez que já havia a previsão de que Francisco Araújo talvez não comparecesse à CPI.

O relatório de Alexandre Marques foi mencionado pelo presidente Jair Bolsonaro para embasar declarações de que os estados estariam aumentando o número de mortos anunciados para garantir o repasse de recursos federais. Alexandre fizera um rascunho de um levantamento nessa direção, que acabou sendo utilizado como se fosse um documento oficial do TCU. Por conta da sua ação, o servidor responde a processo disciplinar.


> Lira diz que Câmara votará reforma tributária nesta semana
> Congresso propõe valor de até R$ 1.200 para novo Bolsa Família

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS
Continuar lendo