Conselho de Ética vota cassação de Flordelis

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara se reúne nesta terça-feira (8) para discutir e votar o parecer do deputado Alexandre Leite (DEM-SP), que propõe a cassação da deputada Flordelis (PSD-RJ). A parlamentar é acusada de matar o marido, o pastor Anderson do Carmo.

O relatório foi apresentado na semana passada. Se o parecer for aprovado, Flordelis terá seu processo encaminhado ao plenário, que decidirá se ela poderá perder, além do mandato, seus direitos políticos.

Entenda o caso 

O pastor Anderson do Carmo foi assassinado na casa da família. O crime teria tido o envolvimento de alguns dos 55 filhos biológicos e adotivos da parlamentar. No ano passado, ela não foi presa por ter foro privilegiado.

A defesa de Flordelis alega que sua filha Simone dos Santos, mandou matar o padrasto por ser assediada por ele. A parlamentar afirma não ter tido conhecimento do caso de assédio sofrido pela filha. "Eu não compactuo com isso", disse. Em janeiro, Simone dos Santos admitiu ter dado dinheiro para sua irmã, Marzy Teixeira para matar o padrasto. O depoimento levantou dúvidas sobre o envolvimento da deputada no crime.

A parlamentar fluminense afirmou existirem provas suficientes para comprovar sua inocência. "É por esse direito de defesa que clamo à vossas excelências, que me permitam esclarecer todos os fatos, de modo a desmontar e declarar que eu Flordelis, pessoa, ser humano, mulher, mãe, eu sou inocente. Gostaria de pedir a vossas excelências que não cometam nenhuma injustiça comigo, por favor".

Continuar lendo