Câmara vota novo Fundeb, mesmo sem acordo com o governo

O presidente da Câmara acertou com líderes partidários a votação da proposta de emenda à constituição (PEC) que torna permanente o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

A análise pelos deputados deve começar na segunda-feira (20) e ir até a terça-feira (21).

O governo tenta mudar o texto. O ministro da Economia, Paulo Guedes, enviou a líderes sugestões para que o novo Fundeb comece a ser aplicado somente em 2022 e que parte do aumento do fundo seja para financiar o Renda Brasil, reformulação do Bolsa Família elaborada pelo governo.

O primeiro item da pauta desta segunda-feira (20) na Câmara são as modificações feitas pelo Senado na Medida Provisória 944/2020, que financia a folha de pagamento das empresas durante a pandemia.

O Senado incluiu microempresas na iniciativa e excluiu as grandes, diferentemente do que fizeram os deputados.

Também estão na pauta desta semana o Projeto de Lei 735/20, que estabelece medidas emergenciais para a agricultura familiar durante pandemia; o PL 795/20, que flexibiliza o financiamento do Minha Casa Minha Vida no mesmo período, e o PL 4.731/19, que amplia a área de atuação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

>CNJ vai investigar desembargador sem máscara que rasgou multa

>Governo quer 2021 sem Fundeb e em 2022 dividir recursos com o Renda Brasil

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!