Bolsonaro admite interferência na Câmara para eleger Lira

O presidente Jair Bolsonaro admitiu, na manhã desta quarta-feira (27), que o Palácio do Planalto atua para fazer do seu candidato, Artur Lira (PP-AL) presidente da Câmara dos Deputados.

"Viemos fazer uma reunião aí com 30 parlamentares do PSL e vamos, se Deus quiser, participar, influir na presidência da Câmara, com estes parlamentares", disse Bolsonaro, na porta do Palácio do Alvorada, em encontro com seus apoiadores e parlamentares do PSL. A influência ocorreria, segundo o presidente, "de modo que possamos ter um relacionamento pacífico e produtivo para o nosso Brasil".

Bolsonaro disse a frase enquanto gravava um vídeo junto da deputada Carla Zambelli (PSL-SP). Apesar de seu partido ter indicado apoio oficialmente ao candidato Baleia Rossi (MDB-SP), a maioria dos membros da bancada conseguiu reverter a decisão da liderança e passou a apoiar Arthur Lira (PP-AL), candidato de Bolsonaro na eleição da próxima segunda-feira (1º/2).


> MBL e Vem Pra Rua reforçam oposição a Bolsonaro: “Ele enganou todo mundo”
> ACM Neto diz que DEM apoia Baleia, mas não vai “fuzilar” quem votar em Lira

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!