Bia Kicis interrompe Joenia durante sessão sobre terras indígenas

A sessão da CCJ desta quarta-feira (23), que debate a admissibilidade do PL 490/2007, é marcada por tumulto e bate-boca. O projeto altera o Estatuto do Índio, permitindo demarcação de terras indígenas e autorizando atividade extrativa dentro das reservas destinadas às populações originárias.

Deputados da oposição tentaram retirar o projeto de pauta e criticaram o fato da comissão não abrir espaço para lideranças indígenas discutirem o texto. A presidente da comissão, Bia Kicis (PSL-DF), chegou a interromper a fala de Joenia Wapichana (Rede-RR), única parlamentar indígena no Congresso.

Em uma, das muitas questões de ordem pedidas pela deputada Joenia, a parlamentar lamentou fala de Carla Zambelli (PSL-SP) durante a o protesto de indígenas na porta da Câmara ontem, em uma manifestação que se tornou violenta rapidamente.

"É lamentável. Fui questionada porque Carla Zambelli relatando caso de ontem afirmou em frente aos policiais da Casa, que eu não defendo eles e que 'meus índios são assassinos'. Muitas pessoas presenciaram e vou levar para o Conselho de Ética", disse Joenia.

O tratamento dispensado à deputada Joenia, gerou diferentes reações de parlamentares e o nome de Bia Kicis figurou entre os assnutos mais comentados no Twitter.

A deputada Perpétua Almeida (PCdoB) também questionou o fato da Casa não receber lideranças indígenas para debater o projeto e pediu que todos as falas fossem registradas nas notas taquigráficas, uma vez que Bia Kicis pediu para retirar do registro oficial referências a Jair Bolsonaro como "genocida" por parlamentares da oposição.

> Indígenas protestam contra PL de demarcação de terras. Veja imagens

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo