Barroso pede para não ser incomodado com “mentiras e miudezas” de Bolsonaro

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, reagiu às novas provocações de Jair Bolsonaro, que vem subindo o tom sobre fraude nas eleições, mesmo sem apresentar provas sobre as alegadas irregularidades.

Por meio de nota, Barroso disse: "A Secretaria de Comunicação do Tribunal Superior Eleitoral informa que o Ministro Luís Roberto Barroso está num compromisso acadêmico fora do Brasil e pediu para não ser incomodado com mentiras e miudezas."

Ontem (7), o presidente afirmou que o deputado tucano Aécio Neves venceu as eleições de 2014, e não a ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Na segunda-feira (5), Bolsonaro defendeu o sistema de voto impresso e disse: “Não sei o que tem na cabeça dele [Barroso], ou se ele é refém de alguém para estar nessa campanha, interferindo dentro do parlamento, se reunindo com lideranças e falando seus argumentos contra o voto auditável”.

A comissão da Câmara que analisa a adoção do voto impresso adiou em uma semana a votação que faria hoje. A PEC 135/2019 é de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), aliada do presidente Bolsonaro. Recentemente, onze partidos - entre eles alguns base do Planalto na Casa - se manifestaram contra a proposta.

 

> Bolsonaro diz que sem voto impresso, Barroso “terá problemas”

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo