Bancada feminina reivindica de candidatos maior poder na Câmara

Com a maior presença na história da Câmara, com 77 deputadas, a bancada feminina apresentou uma carta com reivindicações aos candidatos a presidente da Casa.

O texto, entregue nesta terça-feira (19) aos deputados Baleia Rossi (MDB-SP) e Fábio Ramalho (MDB-MG), cobra mais espaço político para as parlamentares dentro das atividades legislativas e a votação de projetos voltados à saúde feminina e ao endurecimento da legislação para coibir e punir a violência contra a mulher.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Premium, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com comercial@congressoemfoco.com.br.

O primeiro a receber a carta foi o líder do PP, Arthur Lira (AL), ainda nesta segunda-feira (18). Luiza Erundina (Psol-SP) é a única mulher entre os postulantes à presidência da Casa.

Entre as mudanças reivindicadas por elas estão:

  • a garantia de que as mulheres ocupem pelo menos 30% das vagas da Diretora e das presidências das comissões e outros postos delegados pelo presidente da Casa;
  • a designação de relatorias importantes e o compromisso de que serão ouvidas a respeito da inclusão na pauta de projetos polêmicos sobre os quais não há consenso dentro da bancada, sobretudo aqueles relacionados à retirada de direitos já adquiridos.

O Congresso em Foco acompanhou a entrega da carta ao deputado Fábio Ramalho, em sua residência.

O documento foi apresentado pelas deputadas Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO), Elcione Barbalho (MDB-PA) e Paula Belmonte (Cidadania-DF).

"Somos praticamente um partido (77 deputadas) e representamos quase 53% do eleitorado nacional", disse Dorinha, ao destacar a sub-representação feminina entre as 513 vagas da Câmara.

Leia a carta:

Continuar lendo