Plenário do Senado aprova 27 indicações de autoridades

Na segunda sessão presencial realizada nesta semana, o Senado aprovou 27 indicações de autoridades: 24 diplomatas indicados embaixadas e organismos internacionais e três ministros nomeados ao Superior Tribunal Militar (STM). Os cargos dependem de aprovação dos senadores em votação secreta, por isso a necessidade de realização da sessão em formato presencial.

Em esforço concentrado, senadores aprovam 11 indicações de autoridades

As indicações foram analisada preliminarmente em mutirão de trabalho da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) realizado na segunda-feira (21) e da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que ocorreu ontem (22).

Veja abaixo os nomes e as respectivas embaixadas e organismos que os indicados irão assumir:

Diplomata Embaixada/Organismo
José Raphael Lopes Mendes de Azeredo Suriname
Rodrigo Azeredo Santos Dinamarca e Lituânia
Carlos Antonio da Rocha Paranhos Mianmar
Laudemar Gonçalves de Aguiar Neto Irã
Rodrigo do Amaral Souza Trinidad e Tobago
Antonio José Maria de Souza e Silva Filipinas, Palau, Micronésia e Ilhas Marshall
Marcel Fortuna Biato Irlanda
Paulo Roberto Soares Pacheco Chile
Mauricio Medeiros de Assis Timor-Leste
Francisco Mauro Brasil de Holanda Kuwait e Barein
Norton de Andrade Mello Rapesta Moldávia
Oswaldo Biato Júnior Geórgia
José Carlos de Araújo Leitão Costa do Marfim
Arthur Henrique Villanova Nogueira Zâmbia
Colbert Soares Pinto Junior Cabo Verde
Bruno Luiz dos Santos Cobuccio Senegal e Gâmbia
Flávio Hugo Lima Rocha Junior Botsuana
Luís Ivaldo Villafañe Gomes Santos Iraque Iraque
Ellen Osthoff Ferreira de Barros Burkina Faso
Regina Célia de Oliveira Bittencourt Benim e Níger
Renato Soares Menezes Congo e República Centro-Africana
Carlos Alberto Michaelsen Den Hartog Nepal
Antônio Carlos de Salles Menezes Guiné
Carlos Sérgio Sobral Duarte Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e Organismos Internacionais Conexos

Os almirantes de esquadra Leonardo Puntel e Celso Luiz Nazareth e o tenente-brigadeiro do ar Carlos Augusto Amaral Oliveira irão compor a Corte militar.

Além das indicações, o Senado aprovou a Medida Provisória 980/2020, que cria o Ministério das Comunicações. A nova pasta foi recriada em junho, por desmembramento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e é comandada pelo deputado licenciado Fábio Faria. O texto foi aprovado pelo Senado do mesmo modo com veio da Câmara, portanto segue à promulgação.

Senado aprova criação do Ministério das Comunicações

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!