Comissão Especial aprova PEC do Fundo de Participação dos municípios

A Comissão Especial destinada à discutir e votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC)  nº 391, de 2017, do Senado, aprovou na tarde de hoje (5) que o texto apresentado pelo relator, deputado  Júlio Cesar (Republicanos-DF) siga para o segundo turno. Agora, a matéria segue para votação no Plenário da Câmara e, caso seja aprovada sem alterações, ela será promulgada.

Ao vivo: Senado aprova projeto com medidas contra coronavírus

A PEC discutida altera o art. 159 da Constituição Federal que determina à União o repasse de parte da arrecadação do imposto de renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os Estados, Distrito Federal e municípios. Ela também prevê o aumento de 1% nos repasses de tributos da União para os municípios.

O texto estabelece um aumento gradativo nos quatro primeiros anos da vigência da futura emenda constitucional. Nos dois anos seguintes, o repasse a mais será de 0,25 ponto percentual. No terceiro ano, de 0,5 ponto percentual; e do quarto ano em diante, de 1 ponto percentual.

Atualmente, no caso dos municípios, de 49% da arrecadação total desses tributos, 22,5 pontos percentuais ficam com as cidades, por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Com a PEC, passam a ser 23,5 pontos percentuais, aumentando o repasse global de 49% para 50% da arrecadação.

Marinho defende trabalho aos domingos em MP verde amarela

*Informações da Agência Câmara de notícias

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!