STF deve concluir julgamento que declarou Moro parcial em ações de Lula

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) deve concluir, nesta quarta-feira (23), o julgamento de um habeas corpus em que julga se houve parcialidade do ex-juiz federal Sergio Moro quando julgou o ex-presidente Lula na Lava Jato.

O caso, no entanto, está definido desde 22 de abril: já há maioria de sete votos a favor da decisão da turma do STF que definiu Moro como suspeito.

Edson Fachin e Luis Roberto Barroso votaram contra a suspeição. Ainda faltam votar os ministros Marco Aurélio Mello e Luiz Fux. Na quarta-feira (24), a corte pautou uma ação em que se discute
a necessidade do cartão de vacinação para formação do cálculo previdenciário de empregadas domésticas.

Ainda está na pauta da corte um recurso movido pela Câmara Municipal de São Paulo, para discutir se
a Guarda Municipal da cidade pode proteger bens, serviços e instalações do município, ou se essa é uma competência das polícias militar e civil.

> STF forma maioria pela suspeição de Moro nos julgamentos de Lula 

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo