Sergio Moro e Manuela D’Ávila prestam depoimento à Justiça Federal

O ex-ministro Sergio Moro e a ex-candidata à vice-presidente Manuela D'Ávila (PCdoB) serão ouvidos nesta quarta-feira (8) pela Justiça Federal do Distrito Federal, no inquérito da Operação Spoofing, que investiga ação de hackers na invasão de celulares e roubo de mensagens de procuradores da Operação Lava Jato. Os depoimentos serão prestados por vídeo conferência nesta tarde.

>Bolsonaro toma cloroquina e faz vídeo em defesa do remédio barrado pela OMS

Tanto Moro como Manuela serão ouvidos como testemunhas no caso. O ex-ministro teve sua conta no Telegram invadida, assim como o coordenador da força-tarefa da operação em Curitiba, Deltan Dallagnol. As mensagens de Moro e de Dallagnol foram divulgadas numa série de reportagens do site The Intercept Brasil no ano passado.

Manuela D'Ávila é citada como a ponte entre os hackers e o jornalista Glenn Greenwald, editor-fundador do site The Intercept Brasil. No período, a ex-deputada afirmou ter sido também vítima das invasões e confirmou que o contato de Glenn foi repassado durante esta ação.

Os hackers atuavam em três frentes dos crimes cibernéticos entre elas: fraude bancária, invasão de dispositivos e lavagem de dinheiro. Ao todo, quase mil pessoas, incluindo autoridades dos Três Poderes tiveram suas conversas roubadas nas ações deste grupo.

O jornalista Glenn Greenwald foi denunciado pela Procuradoria, porém a Justiça Federal do Distrito Federal descartou a acusação de que ele estivesse envolvido no crime.

>MP aprovada na Câmara reduz indenizações a passageiros de avião

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!