Polícia conclui que deputada Flordelis é mandante do assassinato do marido

As investigações da Polícia Civil do Rio de Janeiro apontam que a deputada Flordelis (PSD -RJ) foi a mandante do assassinato do seu marido, o pastor Anderson do Carmo. Nesta segunda-feira (24), a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSGI) e o Ministério Público do Rio cumprem nove mandados de prisão e quatorze de busca e apreensão contra 11 suspeitos de envolvimento no crime. Como tem foro privilegiado, a deputada não é alvo da operação de hoje. As informações são do jornal O Globo.

>Senado vota na terça PEC para tornar Fundeb permanente

Quatro filhos do casal foram presos em casa, em Niterói, na região Metropolitana. A operação em curso foi apelidada de Operação Lucas. Os agentes cumprem mandados em endereços na capital fluminense, em Niterói e em São Gonçalo, na região Metropolitana do Rio, em Brasília, no Distrito Federal.

Em junho do ano passado, o pastor foi assassinado dentro de casa no bairro Badu, em Niterói. A esposa da vítima, a deputada Flordelis dos Santos de Souza relatou que seu marido teria sido assassinado durante um assalto. Ela afirmou em depoimento e à imprensa que eles teriam sido seguidos por suspeitos em uma moto quando retornavam para casa.

>Parlamentares vão ao STF e à OEA contra ameaça de Bolsonaro a jornalista

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!