Na véspera da CPI, MP denuncia governador do AM por desvios na pandemia

Na véspera da instalação da CPI da Covid no Senado Federal, a Procuradoria-Geral da República denunciou  o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), por crimes cometidos na compra de respiradores para pacientes de covid-19. A denúncia foi assinada pela subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo.

Além de Lima, a PGR denunciou o vice-governador, Carlos Almeida (PTB), o secretário chefe da Casa Civil do estado, Flávio Antony Filho, o ex-secretário de Saúde Rodrigo Tobias e outras 14 pessoas. A investigação começou no ano passado, após notícias de que 28 aparelhos haviam sido comprados de uma loja de vinhos, e já teve três fases de medidas como busca e apreensão autorizadas pelo ministro Francisco Falcão, relator do caso no Supremo Tribunal de Justiça.

Ainda que Lira seja aliado do Planalto, a denúncia, apresentada um dia antes da instalação da CPI, alimenta a narrativa do governo de tentar transferir para os governos estaduais o fracasso no combate à pandemia de covid-19. Além das declarações de Bolsonaro, que diz que o governo federal repassou o dinheiro aos governadores e que eles não o aplicaram em respostas à covid, a base aliada no Senado tenta trazer os estados para a mira da CPI para tirar Bolsonaro do foco.

Continuar lendo